A história de Adão e Eva é literal?

7307ceae0947a6478b28ff75e5db7c2d

Certa vez estava compartilhando com um grande amigo meu, uma de minhas músicas favoritas do Josh Garrels (inclusive se você ainda não conhece, recomendo) que se chama “Heaven’s Knife”.  Acho essa música particularmente bonita porque a poesia é bastante romântica e remete a Adão e Eva.  Enfim, comentando sobre a letra da música ele me diz algo que nunca havia escutado antes. Para esse meu amigo, católico, a história de Adão e Eva não é literal. Achei curioso, porque se fosse assim ele deveria acreditar, dentre outras coisas, que Jesus Cristo também não é literal. Ora, e por que? O que Jesus tem que ver com Adão e Eva?

O livro de Mateus é muito interessante, pois o autor tinha como público-alvo os judeus, e por esse motivo ele começa a contar a história de Jesus com uma genealogia, no capítulo 1. Mas por que os judeus gostariam de saber a genealogia de Jesus? Por um motivo bastante simples na verdade. Os judeus tinham grande apreço e davam muita credibilidade a Abraão (o pai da fé e das doze tribos judaicas) e a Moisés (que representa a lei). Embora genealogias não sejam capítulos preferidos dos leitores, elas têm recados importantíssimos. Bacana, o livro de Mateus abre dando credibilidade aos judeus para o protagonista, Jesus. Mas e aí? Não tem nada falando de Adão. Vamos por partes. O primeiro versículo de Mateus 1 fala que Jesus é descendente de Davi que é descendente de Abraão. Mas e Abraão, é descendente de quem?

Abraão era filho de Tera, que era filho de Naor. Naor por sua vez era filho de Seruge, filho de Ragaú, filho de Faleque, filho de Éber, filho de Salá, filho de Cainã, filho de Arfaxade, filho de Sem, filho de Noé, filho de Lameque, filho que Matusalém, filho de Enoque, filho de Jarede, filho de Maalaleel, filho de Cainã, filho de Enos, filho de Sete, filho de Adão, filho de Deus.

Como posso afirmar isso? Lendo atentamente o antigo testamento. Especialmente o pentateuco, que são os cinco primeiros livros da Bíblia: Gênesis, Êxodo, Levítico, Números e Deuteronômio. Há quem diga que o Antigo Testamento não é relevante, o que é uma inocência. O Novo Testamento começa resgatando a história do Antigo! Profecias do antigo se cumprem no novo e assim por diante… Inclusive a árvore genealógica de Abraão que citei no parágrafo anterior é encontrada no livro de Lucas, capítulo 3 dos versos 34 a 38, logo após o batismo de Jesus Cristo.

Este é apenas o começo. Há muito o que se falar sobre a relação do novo com o antigo e todas as profecias sobre a vida de Jesus, o Messias que se concretizou, mas isso ficará para um outro momento. Agora, continuaremos falando sobre como uma pessoa que não acredita que a belíssima história da criação do homem seja literal, não é coerente se afirmar acreditar em Jesus como o Salvador. Bem, já vimos que Jesus realmente tem ligação com Adão genealogicamente falando. Mas a ligação da história de Cristo com a história do primeiro homem, vai muito além. Ora, Jesus é chamado pela própria Palavra de “o segundo Adão”. Mas o que é que Adão, Jesus e salvação tem que ver na mesma história? Basicamente… Tudo.

Vamos voltar para o início. De forma bastante rápida para não me estender, Deus criou o homem e a mulher. Com livre arbítrio. Havia no meio do jardim uma árvore específica que eles foram avisados de não chegar perto nem comer dela. Mas uma encantadora serpente enganou Eva, que levou o fruto para o esposo que também pecou. Pautas como por que Deus criou o homem e consequentemente a mulher, por que a arvore e porque a serpente, ficam para outro momento. Acontece que Deus sabia que homem tinha a possibilidade de pecar. Neste momento parecia tudo perdido, aparentemente o inimigo de Deus tinha vencido. Mas, Deus em sua imensa sabedoria já tinha preparado algo para essa humanidade perdida. Tanto Deus como o homem sabia que o salário do pecado é a morte. O Criador não matou Adão e Eva, os pecadores. Ah, então a serpente não mentiu! Errado. A morte da qual Deus se referia era a morte eterna. Vamos falar sobre o que é isso de morte eterna em outro momento, são todos assuntos extensos. Voltando… Deus instruiu Adão para que pegasse um cordeiro e oferecesse sacrifício pelo pecado. Por que um cordeiro? O cordeiro é um animal puro, que não nega a morte.

“Poxa, mas que dó, como Deus é sanguinário!” alguém pode pensar. Esse tipo de pensamento me deixa bastante triste, porque mostra que a pessoa não entendeu que esse sacrifício com animais era uma sombra do sacrifício que Cristo faria, levanto todas as nossas transgressões, mesmo sendo inocente. Mas por que precisava ser assim?

É interessante notar como Deus é didático. Ele ensina as coisas de forma muito eficaz e marcante. Ele falou para o homem não comer do fruto e falou a consequência. Mas o homem não sabia o que era morrer, vivia em um lugar perfeito. Foi tentado, caiu. Quando Adão prova a morte, aí ele sente a consequência do pecado e então se arrepende. E aqui está a beleza da redenção. Quando há arrependimento, confissão do pecado e confiança, há aceitação da graça e há remição, justificação. Posteriormente Deus pediu para que fosse feito o santuário, que também ilustra bastante essa didática de que o pecado gera a morte, mas que o preço do nosso pecado foi pago por Cristo Jesus. E que nós temos acesso a essa salvação se aceitarmos!

Então, concluindo, a história da criação do homem é literal e comprovada biblicamente. Jesus tem na sua descendência o primeiro homem, como não poderia ser diferente. Além disso, a promessa de um Salvador começa lá em Gênesis na mesma história de Adão e Eva. Leia sua bíblia com atenção. Aliás, estude sua bíblia com atenção. É claro, tem muito o que ser dito a respeito desse assunto, mas essa é uma explicação rápida. Futuramente podemos conversar mais sobre isso, então se você ainda tem alguma dúvida escreva nos comentários ou mande um e-mail para nós preenchendo este formulário.

Porque, se pela ofensa de um morreram muitos, muito mais a graça de Deus, e o dom pela graça, que é de um só homem, Jesus Cristo, abundou sobre muitos.
Romanos 5:15-15

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s